Coro Audite Nova de Lisboa

CoroO Coro integra cerca de 35 coralistas distribuídos pelos quatro naipes – sopranos, contraltos, tenores e baixos –, uma vez que se trata de um coro polifónico. Essa polifonia chega, em algumas peças, a atingir 8 vozes, quando se verifica desdobramento em primeiros e segundos sopranos, primeiros e segundos contraltos, primeiros e segundos tenores, barítonos e baixos. Canta normalmente “a capela”, mas, sempre que as peças o exigem, ou quando tal as valoriza, faz-se acompanhar ao piano por um dos seus elementos masculinos.

O reportório, escolhido, trabalhado e actualizado ao longo dos anos, é muito vasto e inclui os mais variados géneros musicais que vão da música erudita à popular, da sacra à profana, assim como autores e compositores de épocas, origens e correntes variadas. É opção do Coro em geral e da sua Directora Artística em particular ter um reportório diverso que possa melhor ir ao encontro dos gostos do público e também porque essa variedade incentiva o entusiasmo dos coralistas e abre-lhes perspectivas sempre diferentes.

A directora artística e maestrina é, desde 1993, a Drª Maria Clara Correia.

Em 40 anos de existência são já muito numerosas as participações do Coro Audite Nova em concertos e outros eventos musicais, quer no país, quer fora dele.

Em termos de concertos, pode afirmar-se que o Audite tem tido, em média, pelo menos, doze apresentações anuais, mais centradas na zona de Lisboa, mas, com alguma frequência, também noutros locais do país, e que se distribuem, no tempo, pela totalidade do ano, sendo, contudo, sempre mais numerosas na época do Natal.

No que respeita a outros tipos de eventos, é de referir que:

– efectuou várias gravações para rádio e televisão, incluindo programas em vídeo para estações de TV dos E.U.A.;

– participou na banda sonora de um filme português de longa metragem;

– tem um CD gravado;

– deu alguns passos como coro de ópera;

– em 1984, participou, como representante de Portugal e da ACAL, nas XX Jornadas Internacionais de Canto Coral de Barcelona;

– na Primavera de 2010, em Lisboa, participou em todas as apresentações da peça de Federico Garcia Lorca, “A Casa de Bernarda Alba